Burocracia atrasa o País, diz ministro da Indústria e Comércio Exterior
Em encontro com varejistas, ministro defendeu reforma do PIS/Cofins e contratação por hora móvel e não fixa

A burocracia tem atrasado o desenvolvimento do País, na avaliaçãodo ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira. A declaração foi feita durante encontro com representantes de uma associação de venda de comida no varejo, nesta segunda-feira (15)

Na ocasião, o ministro fez um panorama do cenário nacional, a exemplo dos encontros com o Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV) e as associações comerciais de São Paulo e do Rio de Janeiro, e novamente defendeu a modernização da legislação brasileira e a revisão de obrigações que ele considera como acessórias.

Dentre as propostas para uma mudança no ambiente de negócios do Brasil, o ministro falou que está trabalhando junto a outros ministérios para avançar em medidas como a reforma do PIS/Cofins e a nota fiscal eletrônica de serviços na Fazenda.

Pereira defendeu ainda a necessidade de se aprovar o trabalho intermitente, que permitirá ao empresário – especialmente em negócios com movimentos sazonais – a contratação do trabalhador por hora móvel e não fixa, como ocorre por exemplo nos Estados Unidos.

Conciliação de classes

No encontro, o ministro também criticou aqueles que fomentam a disputa entre “nós e eles” e que colocam empresários e trabalhadores em “lados opostos na mesa”. Ele disse que é hora de todos atuarem de forma conjunta para recuperar a economia. “Não existe melhor programa social que o emprego. Dignidade para uma pessoa é quando ela tem dois endereços: o de casa e o do emprego.”

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços | Link da matéria

Foto: FreeImages/CreativeCommons

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *