Investimentos devem gerar mais de 50 mil empregos em Goiás

Os investimentos privados captados e formalizados junto ao Governo de Goiás em 2016 somam quase R$ 4 bilhões com geração de mais de 50 mil postos de trabalho. Nos últimos dias, cinco importantes empresas do cenário nacional confirmaram a intenção de instalar unidades de produção e distribuição em Goiás. Representantes da Coteminas, Dudalina, Bio Scie, Kamal, Farmtrac anunciaram investimentos totais de R$ 437 milhões em Goiás e geração de 9.540 empregos formais nos municípios de Aparecida de Goiânia, Anápolis, Acreúna e Jandaia. Os negócios vão impulsionar o desenvolvimento econômico e social dos municípios onde se fixarão e também das micro e macro regiões do Estado onde serão inseridos.

Para o governador Marconi Perillo, a assinatura dos Protocolos de Intenções pode ser considerada como um pacote de boas notícias. “Estamos celebrando a chegada de um grupo de empreendimentos que vai resultar em uma melhor qualidade de vida para os cidadãos goianos. Daqui a mais ou menos um ano, milhares de trabalhadores terão empregos e salários garantidos”, avaliou Perillo.

Vice-presidente da Coteminas, Pedro Garcia Bastos Neto agradeceu a receptividade do governador Marconi Perillo e pontuou que a localização de Goiás é muito importante para as empresas, mas que o povo goiano é o que faz a diferença. Pedro Garcia contou que a vinda da empresa para Goiás já era um compromisso do fundador e ex-presidente da empresa, e ex-presidente da República José de Alencar Gomes da Silva, já falecido. “Realizamos o ideal do nosso ex-presidente, que foi honrado por nosso atual presidente Josué Gomes”.

As novas unidades serão das empresas Dudalina, indústria de confecções de camisas com matriz em Blumenau (Santa Catarina), que vai investir R$ 3 milhões na instalação de um Centro de Distribuição e gerar 200 empregos diretos e 100 indiretos em Aparecida de Goiânia.

Em Jandaia será instalada a Kamal Alimentos, que investirá R$ 12 milhões com prospecção de gerar 60 empregos diretos e 180 indiretos.

Em Anápolis, a Farmtrac Máquinas e Implementos, cuja matriz está localizada no Paraná, vai investir R$ 75 milhões e abrir 250 vagas de empregos diretos e 750 indiretos.

A Bio-Scie Indústria e Comércio de Produtos Farmacêuticos, de Goiânia, também vai instalar uma filial em Anápolis, onde investirá R$ 47 milhões e gerar 500 empregos diretos e 1500 indiretos, com transferência de tecnologias de ponta dos grandes centros avançados como Europa, Estados Unidos, Coreia e outros.

Já a Coteminas, indústria têxtil com mais de 50 anos de existência, com matriz em Montes Claros de Minas Gerais, vai abrir sua nova unidade em Acreúna, com oferta de 1.500 empregos diretos e 4.500 indiretos, com R$ 300 milhões em investimentos.

Os prazos para instalação e início das operações variam, sendo imediatamente, como é o caso da Farmtrac, e/ou a partir de 2017. As novas unidades terão, para a instalação, contrapartidas legais de incentivos fiscais dos programas geridos pelo Estado de Goiás, como o Produzir, e de parcerias com o governo federal, que é o caso do Fundo Constitucional Centro Oeste (FCO), além de apoio logístico da estrutura do Estado em parceria com as prefeituras e entidades afins com os setores privados que apoiam a industrialização e o desenvolvimento do Estado.

Via O Hoje

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *