As promessas de 2017 para ser um empreendedor melhor

Quer empreender neste ano? Então, veja o que outros empreendedores estão fazendo para seus negócios decolarem:

Toda virada de ano é um momento cheio de promessas. No mundo do empreendedorismo não é diferente: tanto quem quer abrir uma empresa quanto quem já possui um negócio já colocou no papel algumas metas para ter mais sucesso em 2017.

Mas será que você está se esquecendo de algum objetivo importante? Ou será que suas metas atuais são as mais adequadas?

Para responder tais dúvidas, Exame.com falou com diversos empreendedores e perguntou quais são as suas principais promessas para cumprir em 2017: desde objetivos exclusivamente empresariais até atitudes para melhorar a qualidade de vida.

Quer ter mais inspiração para suas metas de 2017, baseando-se em quem já conhece do riscado? Confira, a seguir, 17 promessas para seu um empreendedor melhor:

1. Focar no que você faz de melhor

Um momento de virada para toda empresa é definir o seu foco de atuação: muitos negócios querem realizar diversos serviços, o que pode comprometer e qualidade geral do atendimento. Nesse caso, a empresa precisa manter o foco se quiser sobreviver.

“Uma de minhas promessas é abraçar menos o mundo para abraçar aquilo que realmente importa”, conta Rodrigo Azevedo, fundador do Grupo Comunique-se. “Queremos focar naquilo em que realmente somos bons, e desacelerar com coisas que não são nosso forte, ainda que sejam lucrativas.”

2. Aprender a organizar seu tempo e suas tarefas

Para cumprir as promessas feitas para este ano, é preciso antes cumprir uma grande tarefa, que também pode virar promessa: organizar o tempo da melhor maneira possível. Assim, o dono de negócio não fica perdido em tarefas operacionais e pode dedicar-se mais ao pensamento estratégico sobre o empreendimento.

Essa é a meta de Vitor de Araújo, diretor de marketing da empresa de arquivamento de notas fiscais Arquivei. “Conforme a empresa vai crescendo, vamos tendo de lidar com novos desafios, que também são cada vez maiores. Conseguir organizar o tempo para enfrentá-los e simultaneamente continuar me desenvolvendo profissionalmente é essencial”, afirma.

Vera Kopp, fundadora do marketplace de empregos inCast, tem uma meta específica dentro da organização do tempo: organizar seus documentos. “Com a correria do dia a dia, as pastas no computador vão se desorganizando e os papéis, acumulando. Uma meta profissional para 2017 é ser mais organizada, pois, com menos coisas dentro da cabeça, você se sente mais leve para pensar e lidar com coisas novas.”

3. Ouvir mais o que seu cliente tem a dizer

Prestar mais atenção no que seu próprio consumidor diz é essencial para que sua empresa cresça – especialmente se você ainda está formatando seu produto ou serviço. Essa é a promessa que Eduardo Abramovici, cofundador da startup do setor de saúde Mundo dos Exames, fez para este ano.

“Em 2017, pretendo ouvir ainda mais os usuários para adaptar o produto com agilidade e atender ao máximo as necessidades das pessoas. O plano de desenvolvimento de um produto nem sempre se mostra idêntico à realidade, quando o colocamos em contato com o mundo real. O empreendedor precisa ser flexível e estar sempre aberto às respostas do público, para aperfeiçoar seu produto de maneira rápida”, defende.

“Gerando experiências valorosas, com ações que realmente melhorem os dias das pessoas, conseguimos trazer emoção”, completa Wilton Bezerra, da rede de cafeterias Cheirin Bão. “É essencial que nos dediquemos a conhecer o que realmente importa para eles, e assim somos capazes de criar ações e promover atitudes que façam com que todos se sintam especiais e tratados de maneira única.”

4. Conversar com seus empregados (de verdade)

Além de falar mais com seus clientes, retomar as relações mais próximas com seus próprios empregados é a meta de alguns empreendedores consultados por EXAME.com para este ano. Diante de tantos meios de comunicação disponíveis, a velha conversa olho no olho pode se tornar um diferencial para quem trabalha na sua empresa.

“Em 2017, tenho como meta conversar mais pessoalmente com meus funcionários”, diz Stella Kochen Susskind, presidente e fundadora da Shopper Experience, empresa que faz pesquisas de avaliação do atendimento ao consumidor. “Na era digital, sentar para conversar, olhar no olho e sentir o que o cliente e as pessoas que trabalham ao seu redor sentem é uma raridade. É essencial lembrar que por trás de um ‘funcionário’ há um indivíduo.”

Essa também é a promessa de Wagner Oliveira, da empresa de tecnologia em gestão de RH Woli. “Na correria do dia a dia, acabamos automatizando tudo, inclusive nossa comunicação com quem está ao nosso lado todos os dias. Eu mesmo acabo enviando um e-mail no lugar de comunicar verbalmente a quem está na mesma sala. Este é um dos exemplos que pretendo não repetir em 2017.”

Por fim, Rafaella Giraldi, fundadora da rede de cursos profissionalizantes MacPoli, tem como meta elogiar mais seus funcionários. “Às vezes, na correria do dia a dia, ficamos muito focadas em cobrar metas e resultados. O elogio é importantíssimo para o desempenho do time.”

5. Investir mais na capacitação sua equipe

Investir mais no desenvolvimento dos funcionários é algo essencial para o sucesso de uma empresa. Ainda mais durante anos difíceis, nos quais a competição é mais acirrada e é preciso mostrar diferenciais aos consumidores.

Por isso, esse é um dos planos de Alfredo Soares, CEO e fundador da plataforma de lojas virtuais Xtech Commerce. “Vamos formar uma equipe de mentores e conselheiros mais experientes para trocar ideias e dicas. Outra ação importante é realizar o intercâmbio de funcionários da Xtech e de outras empresas, para que também haja a troca de experiências e conhecimentos. Por fim, investiremos em cursos online”, afirma.

Fábio Nadruz, da franquia Mercadão dos Óculos, irá incentivar seus funcionários por meio da leitura. “Nosso objetivo é promover mudanças de hábito na equipe, incentivando a leitura de livros específicos em vendas, administração do tempo e relacionamento interpessoal. Essa meta é importante para incentivar os sonhos individuais dos colaboradores e gestores.”

A capacitação da equipe também inclui dar coaching e feedbacks práticos aos funcionários, ressalta Maximiliano Bavaresco, CEO da SONNE Consultoria. “Isso é muito importante para desenvolver o máximo potencial de cada um. Assim, posso elevar ainda mais os níveis excelência no negócio.”

Via Exame.com (confira a matéria completa aqui)

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *